Capa » Uncategorized » A hospedagem na Nova Zelândia

A hospedagem na Nova Zelândia

Quando você vai pra Nova Zelândia, não demora muito e você nota uma coisa muito diferente: a liberdade das pessoas. Não estamos falando em liberdade do tipo cada um faz o que quer, mas na Nova Zelândia as pessoas são mais despreocupadas com os padrões da sociedade: andam descalças, com o cabelo bagunçado, as roupas não necessariamente combinando.

E essa liberdade se reflete de forma muito curiosa nos hotéis. De todos os países que já visitamos, talvez a Nova Zelândia seja o único lugar realmente especializado nesse tipo de hospedagem. São hotéis em que você pode (e você vai querer) cozinhar, além disso você pode lavar suas roupas, ler um livro, ver um filme, conviver com a família dona do hotel ou ainda com os animais.

Não deixamos de pensar que essa é uma excelente forma de diminuir seus custos, principalmente com a alimentação, pois a Nova Zelândia é um país bem caro. Para se ter uma ideia, a carne pode facilmente custar (já convertido em Real) uns sessenta reais o quilo ou mais. Então há que ser criativo e meter a mão na massa!

Nas grandes cidades da Nova Zelândia como Auckland, por exemplo, é mais comum que esse tipo de situação ocorra em albergues, lembrando que não só jovens podem se hospedar (antigamente, havia aquele nome “albergue da juventude”).

Bem, se ainda existe não é aplicado na Nova Zelândia! Em Auckland, ficamos em alguns albergues e estes possuem grandes cozinhas, lavanderias, áreas comuns de televisão e convivência. Quando fomos para Hamilton, nos hospedamos por uma noite em um pequeno motel (que não tem o mesmo significado para nós do Brasil) e aqui são os hotéis que você pode estacionar seu carro, na maioria das vezes na frente do seu próprio quarto.

Esses hotéis sempre te dão um pouquinho de leite que você pode guardar no frigobar do quarto, quarto esse que aliás vem sempre com uma pequena cozinha, geralmente um fogão elétrico, pia, microondas e alguns utensílios, como garfos, facas, pratos.

Nesse, optamos por não cozinhar (apesar de funcional, havia um aviso para não se cozinhar coisas com cheiro forte). Assim, compramos um frango assado e comidas congeladas. Para o café da manhã, foi usado o leite que eles fornecem e também há no quarto uma daquelas chaleiras elétricas e de quebra eles te fornecem açúcar, café e chá e aí é só misturar tudo e fazer, super prático. Os donos BK’s Settlers Motor Lodge (200 Ulster Street, Hamilton, New Zealand) foram super simpáticos e nós até resolvemos ficar uma noite a mais!

Fomos para a ilha sul e nos hospedamos no caminho de Christcurch para Queenstown no Redwood Lodge (3 Wayne Pl, Methven 7730, Nova Zelândia), que é um pequeno hostel/hotel com alguns quartos em uma antiga casa. Os donos moram ao lado e você pode ver os animais da família, além de acompanhar um pouco do dia-a-dia deles, pois moram bem do lado.

Redwood Lodge, em Methven

Redwood Lodge, em Methven

Alguns animais que moram no Redwood Lodge

Alguns animais que moram no Redwood Lodge

Em Queenstown, que é a cidade dos esportes radicais, nós resolvemos ficar organizando um pouco mais nossa viagem (justamente porque não praticamos os tais esportes). Ficamos no Aspen Lodge (11 Gorge Rd, Queenstown 9300, Nova Zelândia), bem situado perto de vários mercados e do centro da cidade.

Em nosso caso, ficamos num bloco que parecia mais destinado a casais ou famílias e como não podia ser diferente ele tinha uma cozinha bem equipada, geladeira, microondas e até forno. Dá uma olhadinha no visual da cozinha.

Cozinha com um super visual

Cozinha com um super visual

Dava pra ver o pessoal praticando os esportes radicais e tudo da cozinha…

Esportes radicais diretamente da cozinha

Esportes radicais diretamente da cozinha

E no final, dá uma olhadinha como ficou nossa comida, sim comida de verdade!. Nesta foto temos carne porque era aniversário do Michael e afinal de contas ele merecia um pratinho mais elaborado.

Comemoração de aniversário

Comemoração de aniversário

Fomos para Kaikoura e apesar desse não ser nosso albergue, pois ficamos no Dusky Lodge (67 Beach Rd, Kaikoura 7300, Nova Zelândia), que aliás é gigantesco e seguindo o padrão com uma ótima cozinha, gostaríamos de destacar o The Point (Fyffe Quay, Kaikoura 7300, Nova Zelândia), esse pequeno hotel e show que na verdade é uma fazenda de carneiros.

São poucas vagas, pelo menos quando fomos não havia vagas. Você se hospeda praticamente junto à família e de quebra pode entender um pouco mais sobre as ovelhas e como funciona a vida na fazenda. O show é bem simples, mas os donos super atenciosos. Outra interessante opção da Nova Zelândia.

Tosa dos carneiros na Nova Zelândia

Tosa dos carneiros na Nova Zelândia

Cachorro da família

Cachorro da família

Mais cachorro...

Mais cachorro…

Entrada principal do The Point, em Kaikoura

Entrada principal do The Point, em Kaikoura

Já em Christchurch, ficamos em uma linha de hotéis que chama Top 10 (39 Meadow Street,Papanui, Christchurch 8052, Nova Zelândia), que realmente é muito diferente. Como na Nova Zelândia é muito comum acampar, pois não existem animais venenosos (não há cobras no país, e as aranhas não são perigosas) e também praticamente não há violência, então estimula esse tipo de viagem.

Mas acampar tem seus problemas se você não tem uma van super equipada e para isso existe o Top 10. Caso você esteja acampando, você paga um determinado valor e você pode tomar banho quente, usar o banheiro, lavanderia e cozinha.

A maioria das pessoas opta por ficar acampado, mas paga como dissemos pra usar essas facilidades. Você também encontra hospedagem normal em quartos, mas novamente com a vantagem de poder cozinhar sua própria comida, lavar sua roupa e caso você queira conviver um pouco com os locais nas salas de televisão e de conversa. Vale bastante a pena conhecer!

Motor-home entrando no Top 10, em Christchurch

Motor-home entrando no Top 10, em Christchurch

Salinha de internet do Top 10, em Christchurch

Salinha de internet do Top 10, em Christchurch

Sala para refeições do Top 10, em Christchurch

Sala para refeições do Top 10, em Christchurch

Cozinha bem equipada do Top 10, em Christchurch

Cozinha bem equipada do Top 10, em Christchurch

Banheiro masculino do Top 10, em Christchurch

Banheiro masculino do Top 10, em Christchurch

Olha a barraquinha lá no fundo, quer dizer, várias!!

Olha a barraquinha lá no fundo, quer dizer, várias!!

Espalhe!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Campos com * são obrigatórios

*