Capa » Uncategorized » Quanto custa uma viagem para Bora Bora?

Quanto custa uma viagem para Bora Bora?

Nós sempre viajamos e despertamos a curiosidade de muitos amigos e pessoas com as quais temos convívio. Mas de todos os lugares que visitamos até hoje, com certeza, aquele que mais chama a atenção e resulta em perguntas e dúvidas por parte de nossos amigos é Bora Bora, na Polinésia Francesa. Nós até brincamos que você diz a seus amigos que vai a Paris, que vai a Londres, que vai para um monte de lugares, mas quando você diz que vai para Bora Bora, todo mundo arregala aquele olho de espanto/alegria e responde no mesmo instante: BORA BORA???!!! Nem precisa falar mais nada, apenas essas duas palavras são suficientes.

Paz e amor!!

Paz e amor!!

E é verdade, Bora Bora é um paraíso na Terra, um dos lugares mais lindos que alguém pode visitar. Muitas destas questões eram: Quanto custa?? É acessível para pobres mortais?? Como se faz para chegar lá?? Pois bem, neste post, vamos tentar responder isso e mais alguns pontos.

O primeiro deles e talvez o mais importante: Quanto custa? Posso dizer que é caro, sim, mas não é impossível. Vou dizer o que gastamos na nossa segunda viagem para lá. Como estávamos no meio da nossa volta ao mundo, fomos da Nova Zelândia para lá. É mais “perto” ir da Nova Zelândia para lá, são apenas 5 horas de voo desde Auckland. Na internet, às vezes vemos promoções do tipo: “Vamos a Bora Bora? Passagens para Papeete por XXX reais!!”. Tomem cuidado, pois este é menos de meio caminho para Bora Bora. A parte mais cara, e aquela que depende da profundidade de cada bolso, é a que vai desde Papeete até Bora Bora. A distância entre as duas ilhas é de 45 minutos voando, ou seja, é mais um voo obrigatoriamente. Esse voo saiu por US420 por pessoa ida e volta (Papeete – Bora Bora – Papeete). Pelo horário que o voo chegaria em Papeete, às 17:30h, não seria possível pegar no mesmo dia voo para Bora Bora. Ficamos no Tahiti Airport Motel, bem em frente ao aeroporto e foram mais US$110 para dormir lá. Fizemos checkout e voltamos para o nosso voo rumo ao paraíso que nos custou US$2.950 para 7 dias lá, mas sem comida nenhuma!

Atenção senhores passageiros...

O Taiti quer você (e seu dinheiro também)...

O Taiti quer você (e seu dinheiro também)…

Vista do Tahiti Airport Motel, hotel 5 conchas!!! ;-)

Vista do Tahiti Airport Motel, hotel 5 conchas!!! 😉 O aeroporto está lá na frente

Optamos pelo hotel Sofitel Bora Bora Private Island, que oferecia acesso gratuito à ilha principal, Vaitape. Como já conhecíamos a região, já na hora do checkin fomos para o centrinho com uma motinho alugada por US$65 e compramos mantimentos para o tempo em que ficaríamos por lá por US$100 no mercado chinês Chin Lee. Não foi fácil levar tudo em uma mochila e mais uma sacola na motinho em duas pessoas, mas conseguimos e ainda tivemos um “romântico” almoço embaixo de uma árvore na lindíssima praia de Matira, em Vaitape. No penúltimo dia, fomos ao Tiare Market, mais próximo do hotel e com menos variedade, e gastamos mais US$20. Mas levamos vinho, além de cerveja farta para todos os dias. Para se ter uma ideia, o preço da meia pensão (café da manhã e jantar) neste hotel sairia pelos 7 dias mais US$1.000! Nós tínhamos duas alternativas: ficar 4 dias com meia pensão ou 7 dias sem comida nenhuma. Ficamos mais tempo, claro, providenciando nosso próprio rango enlatado. Jantamos um dia no hotel por US$65 por pessoa um buffet internacional com show polinésio porque somos filhos de Deus também e pegamos um happy hour com dois drinks ao preço de um. E foi só o que gastamos lá…

Sem filtro, quer dizer, sem legenda...

Sem filtro, quer dizer, sem legenda…

Todo mundo ganha esse colarzinho quando chega em Bora Bora!

Todo mundo ganha esse colarzinho quando chega em Bora Bora!

Boas-vindas no Sofitel Bora Bora Private Island

Boas-vindas no Sofitel Bora Bora Private Island

Resumo da ópera: Quanto saiu tudo desde Papeete? Vamos às contas:

Trecho Papeete – Bora Bora – Papeete:                                              US$   840

Hospedagem no Tahiti Airport Motel:                                                 US$   110

Hospedagem no Sofitel Bora Bora Private Island:                            US$2.950

Aluguel motinha:                                                                                      US$      65

Comida para uma semana (Chin Lee e Tiare):                                   US$   120

Jantar para dois no hotel:                                                                       US$   130

Happy hour:                                                                                               US$     15

Total:                                                                                                           US$4.230

Esse total desconsidera como você chegará em Papeete que, normalmente, é vendido por mais uns R$3.000, ou seja, mais uns US$1.000 a serem acrescentados a essa conta. Salgado, obviamente, mais de US$5.000 por uma semana, mas pelo menos o fuso horário ajuda, pois você sempre acorda cedo lá. Sabe por quê? São 8 horas a menos que no Brasil, ou seja, quando no Brasil já é meio-dia, lá são 4 da manhã ainda. É muito comum acordar antes das 5 da manhã e não conseguir dormir mais por causa disso. Mas é melhor acordar cedinho e aproveitar o dia por completo do que acordar tarde quando se está por lá. :-)

Vista da mesa da sala. Fantástico!

 

Em perspectiva

Em perspectiva

Ahhhh, o bangalô!!

Ahhhh, o bangalô!!

Existe alguma forma de deixar essa viagem mais barata? Claro que tem, sempre tem! Há quartos mais baratos, pois estes são aqueles bangalôs sobre a água, aqueles de papel de parede de computador e de capa de caderno… Você pode pegar os quartos com vista para o jardim, piscina ou algo parecido. Mas tenho que confessar que é um erro ir a Bora Bora e não ficar no bangalô sobre as águas. Não é questão de ostentação, é apenas para evitar um arrependimento futuro, pois ele virá com certeza. Uma alternativa é reservar 3 ou 4 dias para ficar no quarto mais simples e depois mudar para o bangalô sobre a água, mas termine a viagem no bangalô para ter a ideia de upgrade de categoria!!! :-) Dica básica!

Há pousadas em Bora Bora também, mas os serviços não são tão completos assim, é claro, só que os preços são mais baixos. O site airbnb também oferece algumas hospedagens mais em conta para quem estiver com o bolso menos fundo.

Outra coisa que muita gente faz é diversificar as ilhas. O que é isso? São várias ilhas diferentes. Bora Bora é só a mais famosa delas. Pode-se ir para Moorea, que é muito próxima a Papeete e pode-se ir de barco com viagem de uma hora. Lá os preços são mais convidativos que em Bora Bora, cerca de 60% para se ter a mesma estrutura, mas a beleza de Bora Bora é mais estonteante. Vi vários casais fazendo isso para baratear um pouco mais a viagem. Moorea é uma opção para ficar 4 dias, por exemplo, depois, fica-se mais 2 em Bora Bora. Já de Moorea para Bora Bora só é possível se fazer voando, cerca de 40 minutos. Há outras ilhas, como Raiatea, Huahine e tal, mas não têm os famosos bangalôs como se encontra em Moorea e Bora Bora.

Meu escritório é na praia

Meu escritório é na praia

O meu também

O meu também

Tudo liberado

Tudo liberado

Acesso direto ao mar do bangalô

Acesso direto ao mar do bangalô

Pensativa

Pensativa

Outra coisa: os quartos são para famílias (até 4 pessoas), mas não suportam dois casais. Por que eu escrevo isso? A Polinésia Francesa é um destino de lua-de-mel, romântico ao extremo. Casamentos podem ser feitos por lá por um pagamento adicional e não módico… portanto, não é como pegar um quarto para 4 em uma pousada no Brasil e levar a vida dividindo o mesmo banheiro. Só se você tiver dois filhos e levá-los para lá, o que é extremamente raro e não permitido em alguns resorts. No que ficamos mesmo, o Sofitel Bora Bora Private Island, a idade mínima é de 12 anos, ou seja, só gente beeeeem mais velha estava lá. No outro Sofitel anexo, o Marara, tinha casal com filho recém-nascido e tal, pois lá é mais barato e menos bonito que o Private Island.

Agora vamos à parte prática: eu consigo, como um mero mortal, ir para Bora Bora? Se você quiser de verdade, pode até demorar um pouco, mas você consegue. Por que eu digo isso? São US$5.000 mais ou menos, o que dá quase R$15.000. É o preço de um carro!!! Há de se mudar alguns hábitos quando se põe na cabeça que sua retina precisa entrar em contato com Bora Bora.

Primeiro, tente não trocar seu celular pelos próximos dois anos. Isso te gerará uma economia de mais ou menos R$2.000 neste período. Se você já tiver uma TV em casa, um microondas, uma geladeira, uma máquina de lavar, etc., você não precisará comprar estas coisas novamente a não ser que elas quebrem.

Segundo e mais importante: se você já tem carro e está financiado, quite-o e fique com ele calmamente pelos próximos 3 ou 4 anos sem se preocupar com nada de troca. Novamente, só gaste com ele o que você precisar de verdade.

O sol é meu amigo

O sol é meu amigo

De novo, tudo liberado

De novo, tudo liberado

Show polinésio: uma graça!!

Show polinésio: uma graça!!

O hotelzim!!!!

O hotelzim!!!!

Espetáculo

Espetáculo

Sua vida continuará na mesma batida e você já estará com quase todo o dinheiro para conhecer aquele paraíso. Em uma conta simples, em março de 2015, com o dólar beirando os R$3,00, seriam necessários R$15.000 para se fazer toda essa façanha desde o Brasil. Como juntar tudo isso? Claro que não será de uma hora para outra… Se o casal trabalha e não tem filhos, lógico que fica mais fácil. A maioria que me pergunta tem esse perfil: casado e sem filhos. Economize R$300 cada um por mês, o que dá R$600 mensais. Em 10 meses, R$6.000; em R$20 meses, R$12.000 sem contar os juros. Se o dólar estiver nesse patamar daqui 20 meses, você estará longe apenas 5 meses de Bora Bora!! Isso mesmo, menos de 25 meses, pois a capitalização (juros) faz esse dinheiro aumentar seu valor e os 25 meses se reduzem para uns 20 ou 21.

Eu posso dizer por experiência própria: já fui duas vezes para Bora Bora e, com certeza, vou a terceira! Sua vida não será mais a mesma depois de ir… Se você trocar de carro todo ano, fizer uma reforma gigantesca na sua casa/apartamento, trocar mobílias/revitalizar seus eletrodomésticos, etc., também ficará feliz, mas a lembrança das milhares de fotos e vídeos que você tiver de Bora Bora nunca sairão da sua memória e você nunca, eu disse e digo nunca, se cansará de contar a quem te perguntar como é lá!

Saia da rotina, viva um pouco diferente do que é considerado normal pela maioria. Afinal de contas, não somos árvores para crescermos plantados no mesmo lugar. O avião foi inventado para ser utilizado e as pessoas inventaram o bangalô para ser conhecido! Então viva a Polinésia Francesa, mexa essa bunda da cadeira, comece seus planos e me conte o que pensou enquanto estava no paraíso chamado Bora Bora!!! Como dizem os polinésios, Ia Orana!!!

Espalhe!!!

10 comentários

  1. Michael!!! Lindas fotos… Bateu uma saudades de Bora Bora… Concordo contigo é MARAVILHOSO!!! Com certeza, irei novamente… Aproveitem a viagem…
    Beijos
    Fer a Ale

  2. sensacional, adorei! Com certeza vou seguir as dicas e em breve iremos para Bora Bora.

  3. Oi, eu fiquei com uma duvida, esse valor de USD 5.000,00 é para uma pessoa ou o casal?

    Obrigada,
    Ligya

    • Oi, Ligya, este valor é para o casal, com hospedagem em bangalô sobre a água, mas sem as comidas. Ficamos uma semana lá e se fosse com as comidas incluídas, seriam apenas 4 dias. Resolvemos priorizar a quantidade, pois a qualidade já tínhamos ao acordar rsrsrs O difícil foi comer enlatado por uma semana…

  4. Meu Caro Amigo, muito bacana o seu blog.
    Gostaria de tirar uma dúvida. Você gostou do Hotel em que se hospedou? Sou cliente Platinum da Rede Accor e estou planejando uma viagem para a Polinésia Francesa. Vi algumas opções em Bora Bora como o Sofitel e o Intercontinental, por exemplo e embora sejam hotéis muito parecidos, propostas parecidas, achei o preço do Intercontinental bem alto. Quase o dobro do que do Sofitel. Embora seja hóspede frequente da Accor, fiquei realmente imaginando que o serviço do Sofitel pode estar deixando a desejar…
    Você me indica comprar as passagens pela Air Tahiti para os voos de ida e volta de Papeete a Bora Bora separado ou acha melhor eu fechar tudo com uma agência de viagem?

    Abraço

    • Olá, Rodrigo, boa noite! Eu fiquei no Marara que é da Accor, é um Sofitel. O Intercontinental é mais luxuoso, por isso a diferença de preço. O Sofitel já é um troço fora de série, muito foda mesmo. Eu fiquei 7 noites lá apenas com hospedagem, nunca havia visto isso em hospedagens mais caras, ou seja, não tinha nenhuma refeição. Se eu fosse pegar com o café da manhã seriam apenas 4 noites. Resultado: pegamos o barco que leva da ilha privada para Vaitape, alugamos uma motinha por 2 horas a 65 dólares (caro demais) e fomos ao centro de Vaitape comprar coisas no restaurante chinês que tem na área central. No entanto, poderíamos ter comprado no mercado que tem quase em frente à entrada principal do Marara, todos aceitavam cartão e falavam inglês, não somente francês. Mas os preços são muito salgados, muito mesmo. Passamos uma semana no paraíso comendo enlatado, mas valeu a pena e faria tudo novamente. Jantamos uma vez em um evento especial do hotel, o jantar era 60 dólares por pessoa e o preço estava bom. Para se ter uma ideia, estamos nas maldivas agora e pagamos 110 dólares por pessoa em um jantar com lagostas e tal, mas também foi só um dia hehehe Eu nunca fecho com agências, sempre pego tudo independente, tanto que fiz uma volta ao mundo em 2015 assim… Já dormi uma noite no aeroporto de Papeete e outra vez eu fiquei no hotel da colina em frente ao aeroporto, 110 dólares a diária para esperar o voo no dia seguinte. Eu comprei as passagens pela Air Tahiti, mas tudo de maneira independente. Faça sempre isso e economizará horrores… Um abraço e boa viagem!

  5. Olá!
    Nao consigo encontrar na Internet uma média de quanto gastaríamos fora a passagem e hotel. Vc sabe dizer quanto sai uma cerveja/drink, por exemplo? ou um jantar fora do hotel?

    Obrigada!

    • Oi, Mariana, boa noite!
      Olha, os hotéis normalmente ficam em ilhas e você se vê “obrigado” a jantar neles, além de beber os drinks/cervejas. Fomos duas vezes e, na primeira, ficamos no Bora Bora Pearl. Ficamos 4 noites e tínhamos meia pensão. Almoçávamos com o que tinha incluso na tarifa e jantamos apenas um dia. De resto tomávamos drink no hotel também. Na segunda vez ficamos no Sofitel Marara. Ficamos uma semana, mas sem nenhuma comida, nem café da manhã, opção nossa. Esse hotel fica colado em Vaitape, a ilha principal. Como sabíamos disso e já conhecíamos, fomos no mercadinho no centro e compramos coisas, a maior apelação, mas economizamos bastante. Alugamos uma motinha por 65usd por 2 horas e fomos lá. Compramos cervejas por 2 usd e mais várias comidas. Depois descobrimos mais um mercadinho que dava pra ir andando e compramos vários enlatados. Para se ter uma ideia, compramos um salmão pronto para comer em embalagem de isopor (com talher já) por 11usd. Almoçamos em Matira nesse dia, mas mesmo comprando no mercado não sai tão barato. Mas vamos aos preços: em torno de 15usd um drink, cerveja 10usd. Um jantar gira em torno de 70usd se não for nada muito temático, que tem bastante nos hotéis. Mas em Vaitape, por exemplo, nada acontece à noite. É um lugar para não se sair da estrutura do hotel. Mas esses são os preços, sempre salgados, mas vale muito a pena.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado. Campos com * são obrigatórios

*